O silêncio – Fiona Barton… por Andreia Silva

36477118SINOPSE: Quando um parágrafo num jornal revela uma tragédia com décadas, a maioria dos leitores quase nem se apercebe. Mas, para três estranhos, é impossível ignorar…

Numa demolição em curso de uma velha casa de classe média em Londres, um trabalhador descobre um esqueleto minúsculo, que parece estar enterrado há anos. Para a jornalista Kate Waters, é uma história que lhe chama a atenção. Escreve uma notícia para o jornal onde trabalha, mas sente que faltam muitas respostas, e a pergunta que lhe surge é: quem é o bebé sepultado?

À medida que Kate investiga, descobre ligações com um crime que abalou a cidade há anos: um bebé recém-nascido foi raptado da maternidade de um hospital local e nunca foi encontrado. Os pais ficaram devastados pela perda e ausência de respostas.

Mas há muito mais nesta história e Kate investiga a casa e o passado das pessoas que moraram no bairro e que se recusam a falar do grande mistério do rapto da criança.
E Kate depressa se encontra na posse de segredos inesperados que surgem das vidas de três mulheres – e divididos entre o que ela pode e não pode contar…

 

OPINIÃO: É encontrado numa escavação um esqueleto de um bebé, o que gera um ambiente de choque e estupefação.

Para a jornalista Kate Waters é uma nova oportunidade para voltar à ribalta do jornalismo (Kate caiu no esquecimento desde o caso que lemos em “A Viúva”). No entanto, quando começa a esgravatar no passado das mulheres ligadas ao local vai descobrindo segredos.

Tal como no livro anterior, este thriller é feito a pensar num leitor que gosta de ser levado através das páginas aos bocadinhos. Isto porque, com os capítulos pequenos e com o suspense refletido no final de cada um, há sempre um convite ao leitor para continuar a ler, nem que seja apenas só mais um pouco.

Agradou-me mais este enredo do que o do volume anterior. A questão à volta do bebé foi muito aliciante.

Todos os saltos entre as diferentes vozes femininas à volta deste suspense não me permitiram perceber tudo logo de início. Apesar de, por vezes, ter achado que tinha adivinhado o desfecho.

Mas nunca estive sequer perto de adivinhar como a história iria acabar. As últimas páginas, o desfecho do enredo, deixaram-me, literalmente de boca aberta. Não me tinha surgido na mente. Porém, fez todo o sentido.

É um excelente livro para quem gosta de resolver mistérios. Aviso de antemão que, muito provavelmente, não vai conseguir resolver este até que chegue ao final da história.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s