Tempo para falar – Helen Lewis … por Andreia Silva

17695060SINOPSE: Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para a Formação de Adultos, como sugestão de leitura.

A crítica não ficou indiferente a um testemunho pungente que nos toca o coração.
«Em Tempo para Falar, Helen Lewis traça-nos um mapa do Inferno e, ao fazê-lo, oferece-nos uma obra de arte sem mácula. Nunca põe um pé em falso ao guiar-nos através de uma paisagem de pesadelo. A sua voz não se altera, o seu estilo permanece simples. Uma forma modesta de se exprimir que esconde a angústia da recordação.» Michael Longley

«É a história de um sofrimento quase inacreditável, mas contada de uma maneira que quase infunde alegria no leitor… notável pela sua simplicidade e lucidez elegíacas, pelo ímpeto irresistível, pela integridade insuperável e pela impressionante ausência de autocomiseração e rancor. Em suma, de abordagem fácil, empolgante e de uma honestidade evidente… todos deviam lê-la.» Independent

«O que distingue este livro de todos os relatos em primeira mão do Holocausto é a capacidade evidenciada por Lewis para descobrir traços de humanidade, onde, com toda a justiça, não tinha razões para os ver… recusa-se a desumanizar mesmo aqueles que tentaram arrancar-lhe tudo quanto tinha de humano – um feito raro para qualquer pessoa na sua situação.» Guardian

 

OPINIÃO: Helen Lewis não é uma personagem fictícia! Não é parte de um enredo que assenta em factos verídicos. Helen Lewis é uma sobrevivente dos horrores da Segunda Guerra Mundial e neste livro traz-nos o relato dessa sobrevivência.

Apesar de não ser um livro muito extenso, é um livro profundo. A descrição da história não foi limitada a factos, datas e acontecimentos mas foi preenchida com reflexões, pensamentos e sensações que, de certa forma, ajudam a tornar as coisas horríveis mais suportáveis. Foi colocada em poucas páginas que englobam muito tempo, e mesmo com a rapidez com que os anos vão passando o livro não deixa de ser impactante.

É uma história diferente de alguns livros baseados no holocausto, mas ao mesmo tempo, infelizmente, muito semelhante. Helen conseguiu atenuar as dores com a dança e sobreviveu por causa da dança. Mas a realidade (por vezes demasiado cruel) do que aconteceu está lá. E por isso é um livro bom. Não foi escrito para ser um bestseller mas para a história de Helen não morrer. O objetivo foi conseguido.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s