A única memória de Flora Banks – Emily Barr… por Andreia Silva

34859144SINOPSE: Um livro simplesmente inesquecível, que nos fica gravado na pele e na alma.

O meu nome é Flora Banks, tenho 17 anos e tenho amnésia.
Quando tinha dez anos, removeram-me um tumor do cérebro.
Desde então, sou incapaz de me lembrar do que acontece no dia a dia. Não consigo criar novas recordações.

O meu nome é Flora Banks, tenho 17 anos e tenho amnésia.
A minha memória reinicia inúmeras vezes. Suspende-se e recomeça como se a desligassem da corrente sem aviso. Para me lembrar de quem sou e do que gosto, escrevo-o em papéis.
Gravo-o até na minha própria pele.

O meu nome é Flora Banks, tenho 17 anos e tenho amnésia.
Esqueço tudo o que me acontece, exceto o momento em que beijei o Drake.
Um beijo que pode ser a minha cura. Um beijo que está prestes a levar-me numa viagem arriscada e que mudará a minha vida para sempre.
Será que estou preparada para tudo o que vou encontrar?

O meu nome é Flora Banks, tenho 17 anos e tenho amnésia, mas sou muito corajosa!
Um livro marcante!
Uma jornada emocionante que nos faz acreditar no impossível.

OPINIÃO por Andreia Silva: Flora Banks teve um tumor cerebral aos dez anos.

O tumor foi retirado e, juntamente com ele, foi-lhe retirada a capacidade de retenção de memórias. Pelo menos, as de agora.

Flora lembra-se de tudo antes dos dez anos. Depois, fica tudo confuso e ela recorre a papéis e a anotações que escreve no braço. Até ao dia em que beija o namorado da melhor amiga e nunca mais se esquece.

Esta questão do beijo que a protagonista consegue esquecer, ao contrário de outras coisas banais da vida, não me convenceu muito. Achei piada à questão da memória e isso foi, logo desde o início, aquilo que mais me atraiu na história, mas senti o enredo a ser um pouco forçado. Pelo menos de início.

Depois, entendi a intenção. A história está é muito bem construída, de forma a levar o leitor exatamente onde é pretendido.

Nesse momento, somos tocados e experimentamos a mesma sensação da protagonista e isso torna a história dela próxima de nós. Torna os sentimentos dela mais reais. Ficamos tristes com ela, ficamos felizes e entusiasmados com ela e queremos dar-lhe o resto da coragem de que ela precisa.

Gostei muito desta leitura. Apesar de ser mais dirigida a alguém da idade da Flora (17 anos), é um livro de todas as idades e para todas as idades.

É muito bonito!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s