Aleph – José Luís Borges

9789897220715SINOPSE: O Aleph é um livro de histórias curtas de Jorge Luis Borges, publicado em 1949 e contendo, entre outros, o conto que dá nome ao livro. O escritor aborda vários pontos paradoxais como a imortalidade, a identidade, o duplo, a eternidade, o tempo, a soberba, a condição humana e suas crenças, com um alto grau de criatividade e escrita superior, com elevadíssimo grau cultural, submetendo o leitor a um intrincado labirinto de ideias e reflexões.

OPINIÃO: O que retirei de cada conto:

O imortal

A imortalidade é inércia e não é desejável. Os humanos são especiais porque morrem, mas os animais são imortais porque não se apercebem de que a morte existe e não a temem.

What?

Ora, discordo deste ponto, os animais, ao contrário dos homens, não cessam de viver num estado constante de sobrevivência e instinto, o que, a meu ver, está muito ligado com a percepção da existência, surpresa e inevitabilidade da morte.

De resto, são 9487473828299 referências a tudo e mais alguma coisa, sem aprofundar nada de nada. Tipo, só para dar uma ideia de que é culto, e letrado, e tal… *sigh

O morto

Deste, percebi que havia uma ruiva.

Os teólogos

O que é isto? Referências gregas e romanas umas atrás das outras?
Desisto! Que livro mais nojento, que coisa mais intragável!!!!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s