A casa da morte – James Patterson

30293578SINOPSE: Uma casa com vista para o mar e um segredo mortal que teima em não ficar enterrado

O n.º 7 da Ocean Drive é uma propriedade multimilionária nos Hamptons, com vista para o mar, onde o dinheiro e o estatuto social não conhecem limites. Mas a sua fachada em magnífico estilo gótico esconde um passado terrível: a casa foi palco de uma série de homicídios sádicos e brutais que nunca foram resolvidos. Conhecida como «A Casa da Morte», encontra-se agora abandonada, e os habitantes locais preferem passar à distância. Um casal assassinado e segredos chocantes revelados.
Quando um homem influente e poderoso e a sua amante são encontrados mortos naquela propriedade, a violência do local do crime choca a detetive Jenna Murphy. E o que a princípio parece ser um caso simples acaba por revelar tantos segredos chocantes como a própria Casa da Morte.
Só há uma escolha possível: a verdade ou a morte
À medida que mais cadáveres vão surgindo, Jenna descobre que os segredos que a Casa da Morte encerra remontam ao seu próprio passado. E antes que a fatídica casa faça mais uma vítima, a detetive percebe que terá de arriscar a própria vida para descobrir a verdade. A Casa da Morte é um thriller arrepiante e de leitura compulsiva sobre homicídio e vingança, que não vai deixar o leitor indiferente.

OPINIÃO: Os livros da autoria de Patterson têm logo uma característica que podemos contar: estamos a começar a leitura e já acabou?

Não, os livros não são pequenos, são é de leitura frenética. Os capítulos são pequenos, em grande número, propícios para se ir lendo ao longo do dia. Quando damos por ela, fechamos a história…

É a minha estreia com Patterson na literatura para adultos. Até agora, só o conhecia pela série Maximum Ride, destinada a um público mais jovem. Nesta temática, nos policiais, não desilude.

Este livro pertence também a uma série, mas pode ser lido independente, que foi o que eu fiz. Nalguns momentos, nota-se que a protagonista tem um background que o leitor devia conhecer, mas nada que atrapalhe a leitura.

“A casa da morte” parece um título cliché, mas adequa-se. Estamos perante uma cidade pequena em que toda a gente se conhece. Não destoa em nada haver naquele domínio uma história macabra acerca de uma casa. O que realmente importa é o enredo que a envolve e nesse aspeto convence.

Fiquei com pena de não ter sido aprofundado o passado longínquo da casa e dos seus antigos moradores, mas isso é o meu bichinho que adora terror clássico a falar.

A protagonista é envolvida no trama com mestria, sem ser forçado, uma vez que as pistas vão sendo plantadas desde o início. Estejam atentos!

O final deixou-me às avessas porque, garanto, não sabia quem era o vilão.

Caramba, se não desconfiei de todos!

Leituras leves, com interesse, para ti que odeias que te dêm sono.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s