O brilho azul das estrelas -Laura Pritchett

O Brilho Azul das EstrelasSINOPSE: A demanda de um homem para corrigir o passado.
Ben e a sua mulher vivem num rancho próximo das Montanhas Rochosas, no Colorado. Ben é ainda um homem ativo e pleno de vida, quando lhe é diagnosticada a doença de Alzheimer. Ao perceber o avanço desta, começa a sentir que é um fardo para a mulher e que não lhe resta muito tempo de consciência.
A juntar a isto, o passado trágico da família regressa com toda a violência após a libertação de Ray, o marido da sua falecida filha Rachel, que estava preso a cumprir pena pelo seu homicídio. Motivado pelo desejo de vingança, Ben decide corrigir o que está mal e levar avante um último gesto de amor e justiça pela sua família.
Com uma sinceridade arrebatadora, O Brilho Azul das Estrelas oferece-nos uma história notável de dedicação e coragem, provando-nos que o amor sobrevive ao adeus.

OPINIÃO: Este pequeno livro foi concebido com audácia.

A autora não se limitou a descrever a demência pelos olhos dos outros, mas entrou na cabeça do doente.

A autora não criou um ambiente belo e paciente para o doente por parte de quem o ama, mas de tristeza, saudade e, sobretudo, impaciência.

A autora não tentou alimentar a ideia de que a familia compreende tudo, aceita tudo e que estará lá até ao fim. Também estes precisam de se isolar, de fugir!

Depois, para apimentar o enredo, o assassino da filha é libertado.

Porque há coisas que nunca conseguimos esquecer, porque há momentos que não podem ser esquecidos e porque há ações que exigem vingança.

Neste pequeno livro, somos levados a reboque numa mente confusa e que se esforça… Deus! Como este homem se cansa a tentar não se perder de si mesmo…

Entramos no mundo de quem não pode quebrar, não quer quebrar, não se permite a vislumbrar sequer um resquício de fraqueza.

Gente simples, marcada pelo passado e a aguardar o fecho de um ciclo que se abriu com a perda da filha.

E se o tempo não permitir mais e tudo estar na eminência de se perder?

O que move um homem, cuja vida se encontra a ser apagada como uma borracha sobre papel?

Um enredo com poucas bifurcações, não surpreende, mas é capaz de trazer ao leitor alguns sentimentos contraditórios.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s