À procura de Alaska – John Green

21SINOPSE: “Na escuridão atrás de mim, ela cheirava a suor, luz do sol e baunilha, e, nessa noite de pouco luar, eu pouco mais podia ver além da sua silhueta, mas, mesmo no escuro, consegui ver-lhe os olhos – esmeraldas intensas. E não era só linda, era também uma brasa.”
Alaska Young. Lindíssima, esperta, divertida, sensual, transtornada… e completamente fascinante. Miles Halter não podia estar mais apaixonado por ela. Mas, quando a tragédia lhe bate à porta, Miles descobre o valor e a dor de viver e amar de modo incondicional.
Nunca mais nada será o mesmo.

OPINIÃO: Ó Alasca, o que se passa contigo? Porque és tão evasiva? Filosofas com mestria, mas não aprofundas o que sentes, não dás alento às palavras, conetando-as contigo ou com o que te levou a proferi-las.

Este foi o segundo livro de John Green que li e fica aquém ao “A culpa é das estrelas”. “À procura de Alaska” não é um mau livro, longe disso, mas é, no seu todo, uma história exclusivamente reflexiva. Não tem um enredo fictício planeado, com respostas para o leitor curioso, mas sim, como a própria vida, um emaranhado de questões que pairam no ar para a posteridade.

Todos nós já nos deparamos com pessoas enigmáticas e, decerto, presenciamos momentos confusos que, por mais que nos esforcemos, não descortinamos respostas satisfatórias para colocar um ponto final às dúvidas. De entre todos os grandes enigmas que a existência evoca, não há nenhum tão complexo e vasto como a morte.

Então, de entre “últimas frases”, exaltações e opiniões várias sobre o derradeiro final da vida, até ao confronto com essa teia de mistério, tão final que se revela assustadora, “À procura de Alaska” penetra na mente de um grupo de adolescentes que, à sua maneira, exploram estes dogmas.

John Green escreve com humor, com fluidez e com uma carga emocional temperada de originalidade e verosimilhança. É, sem dúvida, um autor a seguir.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s