“O Ano em que Me Apaixonei por Todas” – Vencedor de um dos mais importantes prémios espanhóis de literatura

 Livro O ano em que me apaixonei por todas

O que levou Sylvain, um jovem parisiense a caminho dos trinta, e que sofre de um caso grave de síndrome de Peter Pan, a apaixonar-se tão intensamente?  

O Ano em que Me Apaixonei por Todas (Topseller, 304 pp,16,99€venceu o prestigiado Prémio Primavera de Romance 2013, um dos mais importantes prémios espanhóis de literatura.  Use Lahoz, que durante os seus estudos académicos viveu em Portugal, sucede a Fernando Savater, vencedor em 2012, e a autores como Luis Sepúlveda.

O Ano em que Me Apaixonei por Todas é uma comédia romântica ao estilo de A Residência Espanhola e O Fabuloso Destino de Amélie. Uma história sobre as atribulações e os desafios das relações. Uma homenagem à vida, ao amor e à amizade.

 

«Uma celebração da intensidade da vida, da amizade e do amor, com um elenco de personagens luminosas.» – El Mundo

 

«Um dos romances mais ousados da recente cena literária espanhola, em termos da sua abordagem e técnicas modernas.» – Huffington Post

 

 

Use Lahoz

 

USE LAHOZ, um dos mais talentosos escritores espanhóis do momento, nasceu em Barcelona em 1976 e é licenciado em Humanidades.  Durante os seus estudos académicos viveu em Portugal, Alemanha, Itália, Uruguai, Cuba e França.

A sua carreira literária teve início com Leer del Revés,  distinguido no Festival do Primeiro Romance de Chambéry (França). Em 2009 publicou Los Baldrich, obra aplaudida pela crítica. A sua maturidade literária confirmou-se com o seu terceiro livro, La Estación Perdida  que foi reconhecido com o Prémio Ojo Crítico 2012. A sua primeira incursão pela narrativa juvenil deu-se com Volverán a por Mí.  Venceu, então, o Prémio La Galera Jóvenes Lectores.

O Ano em Que Me Apaixonei por Todas é a sua mais recente obra, vencedora do prestigiado Prémio Primavera de Romance 2013.

 

 O Ano em que me apaixonei

SINOPSE:

Sylvain, um jovem parisiense que está a caminho dos trinta, sofre de um caso grave de síndrome de Peter Pan: recusa-se a entrar na idade adulta. Embora possua inúmeras virtudes — é perspicaz, simpático, inteligente e versado em várias línguas —, tem também muitos defeitos: é incapaz de seguir em frente quando se trata de amor. 

A ideia de crescer assusta-o de morte, o que o leva a aceitar um trabalho mal remunerado em Madrid, para estar mais perto de Heike, a antiga namorada que ele não consegue esquecer. Sylvain traz consigo um plano para reconquistar Heike, mas, entre tantas outras pessoas incríveis com quem se cruza, alguém muito especial irá levá-  -lo a fazer uma escolha.

 

E quando descobre acidentalmente um manuscrito que contém toda a saga da família do seu vizinho Metodio Fournier, revela-se diante dos seus olhos uma história maravilhosa e excitante, cheia de estranhas coincidências, que muda para sempre a sua visão do amor e do mundo. No final desse ano inesquecível em Madrid, Sylvain regressará a casa, onde abraçará o seu destino.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s