Otelo – William Shakespeare

Toda a gente conhece Shakespeare, ou melhor, pensa que conhece.
Eu pensava que conhecia Shakespeare mas a verdade é que nunca tinha me dado ao trabalho de ler as suas peças.
Este ano lectivo fui “obrigada” a ler Otelo para a universidade e a surpresa foi bastante positiva. Apercebi-me que não chamam de rei do teatro a Shakespeare à toa.
Esta peça é dramática, no termo correcto dir-se-ia que é uma tragédia.
Conta a história de Otelo, um guerreiro negro de elevado valor bélico que apaixona-se por Desdemona, uma dama de boas familias, filha do senador.
O casamento é realizado às escondidas mas não permanece em segredo. Apesar das palavras de desdém das pessoas, casado é casado e ninguém pode interferir na palavra divina.
No entanto, no domínio profissional, Otelo promove Cássio e Iago, serviçal “fiel” de Otelo, inicia o seu plano maquiavélico para afundar Otelo.
Na verdade, esta peça prima pelo carácter do vilão porque apesar de se pensar à partida que Iago trama Otelo por inveja, ao longo da obra a personagem mostra ser simplesmente má por natureza. Iago é motivado a destruir Otelo apenas por pura maldade, arranjando desculpas diferentes ao longo da peça.
O final é Shakesperiano, logo envolvente.
A leitura que fiz foi a original, a inglesa mas consta-se que haverá muito boas traduções já realizadas.
A leitura não é fácil e torna-se ainda mais dificil se o leitor não tentar encenar as falas enquanto lê.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s