Maximum Ride – James Patterson

SINOPSE: ALERTA! Um grupo de seis jovens com poderes extraordinários está em FUGA. O seu líder é Maximum Ride, ou Max. Retirados dos seus pais à nascença, os seis estavam presos num laboratório secreto, onde foram alterados geneticamente para se tornarem 98% humanos e 2% pássaros. Agora eles conseguem voar e escaparam da sua prisão. Mas desconhecem as razões para tudo o que lhes foi feito, e não sabem quanto tempo de vida lhes resta. No seu encalce estão os Erasers, seres diabólicos criados no mesmo laboratório, que apanham Angel, a miúda mais nova e especial do grupo de Max.

Conseguirá Max resgatar Angel e descobrir a verdade sobre si e os seus amigos? PREPARA-TE: Este livro é o início da mais fantástica e emocionante aventura da tua vida.

Primeiro de uma coleção com oito volumes.

OPINIÃO: James Patterson entrou em Portugal com uma publicidade estrondosa, clamando-o como o melhor autor do ano.
Quando “Maximum Ride” me veio parar às mãos, as expetativas estavam a pique e, como acontece sempre nessas situações, tive de as reduzir para poder apreciar o livro.

“Maximum ride” conta a história de seis jovens, manipulados geneticamente, criados em cativeiro, que, após fugirem e aprenderem a viver sozinhos, são forçados a regressar para resgatar Angel. Porém, o livro não se centra neste ponto e é no enredo principal, o que transcende esta aventura em particular, mencionada na sinopse, que a história se torna realmente interessante.

É pela voz de Max que conhecemos este mundo solitário dos seis orfãos. Todos têm em comum a capacidade de voar, mas alguns têm outras particularidades que os torna únicos e interessantes demais para os cientistas que os perseguem.

De onde vêm? O que querem deles? Qual o objetivo destes testes, destas mutações que criam? São as perguntas que acompanham o leitor do início ao fim deste volume, que apenas dá uma luz do que nos espera na sequela.

A escrita é simples, direcionada, talvez, a um público mais juvenil, mas que não aborrecerá adultos que procurem algo leve. Os capítulos são muitíssimo curtos, o que me agradou sobremaneira, uma vez que odeio capítulos extensos que tornam a narrativa lenta. 

Fluidez na leitura, aventura e uma relação intimista com as personagens desamparadas – contudo, corajosas – é o que aguarda a quem decidir arriscar nesta obra de James Patterson.

Tendo em conta o final emotivo, prevê-se que o segundo volume entrará ainda mais profundamente nas questões chave. Foi dada uma grande relevância a Max, a protagonista, mas foi com Angel que fiquei curiosa, tendo e conta os poderes que possui e a sua essência infantil. 

Uma coleção que virá para a minha estante.
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s