Mundo Selvagem – Steven Gould

SINOPSE: Charlie Newell tem dezoito anos e acaba de descobrir algo que vai mudar a sua vida. E se existisse um mundo igual ao nosso mas onde os humanos não evoluíram? Sem cidades e sem poluição. Sem leis. Um mundo fantástico cheio de riquezas inimagináveis em que tudo está ao alcance das mãos e onde ainda existem mamutes e tigres dentes-de-sabre?

Charlie encontrou esse mundo. E já tem planos para o explorar e se tornar a si e aos seus amigos imensamente ricos. Mas Charlie enfrenta um problema: como é que se mantém em segredo algo tão grande e importante? Conseguirá ele lutar pela preservação do mundo selvagem que descobriu?


OPINIÃO: “Mundo Selvagem” é um livro extremamente inteligente, ninguém pode dizer o contrário. Nota-se, visivelmente, uma imensa investigação por parte do autor, evidenciada nos termos técnicos sempre presentes ao longo da narrativa.
Quem vai embarcar nesta leitura e pensa encontrar uma história simples de viagem no tempo e aventura, que se desengane. “Mundo Selvagem” está dentro do género de ficção científica e faz jus à temática, carregado de expressões diretamente relacionadas com aeronáutica e explicações relativas ao portal que leva os protagonistas ao mundo paralelo, ao mundo selvagem.
Charlie é o crânio do grupo. Tem uma personalidade equilibrada e cingida pelo bom senso, roçando o parental. Sofre de males de amor, assim como qualquer adolescente. No entanto, por ser tão focado no intelecto, acaba por deixar fugir o suposto amor da sua vida.
Durante o livro, acompanhamos um período alargado de tempo do dia a dia de Charlie e dos seus quatro amigos, logo, são visíveis algumas mudanças nos comportamentos e nas formas de pensar deles, assim como aconteceria na vida real.
Dentro dos quatro amigos, Joe é aquele que deixa mais a desejar pelas suas ações irresponsáveis. Confesso que esperava um desenvolvimento diferente daquele que tomou.
Rick foi uma caixinha de surpresas; Marie uma personagem apagada e Clara ganhou um grande destaque perto do final. Em suma, Gould criou quatro adolescentes que, ao entrar na fase adulta, juntam ao seu desequilíbrio emocional uma descoberta única.
Houve um enorme cuidado, por parte do autor, em dar a conhecer o mundo selvagem e as suas características, caso este nunca tivesse sido tocado pelo Homem. Algumas das consequências de transportar animais para o lado civilizado passaram-me despercebidas, foram “cliques” pertinentes que a história me trouxe.
Contudo, uma história tão interessante, com um enredo tão enriquecedor, podia ter sido contada de uma forma mais fluída, menos técnica. A persistência na aplicação da aeronáutica e a demonstração do conhecimento sobre o tema tornou a leitura enfadonha e repetitiva.

COMPRA AQUI!
Advertisements

4 thoughts on “Mundo Selvagem – Steven Gould

  1. a sinopse é interessante, mas já não é a primeira crítica que leio sobre este livro, a dizer que é uma grande seca devido ao excesso de informação, e isso para mim é sempre um ponto negativo =|

    Gostar

  2. Há quem goste! Eu é que prefiro livros com interação humana… Gosto de ver crescimento de personagens e surpreender-me com atitudes. É o que mais valorizo num livro… As histórias até podem não ser nada demais, se tiver boas personagens, ganha logo pontos.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s