A Guerra dos Tronos – George R.R. Martin

 Sinopse: Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo. 


Uma galeria de personagens brilhantes dá vida a esta saga. Entre eles estão o anão Tyrion, a ovelha negra do clã Lannister; John Snow, um bastardo de Eddard Stark que, ao ser rejeitado pela madrasta, decide juntar-se à Patrulha da Noite, uma legião encarregue de guardar uma imensa muralha de gelo a norte, para lá da qual cresce uma assustadora ameaça sobrenatural ao reino. E ainda a princesa Daenerys Targaryen, da dinastia que reinou antes de Robert Baratheon, que pretende ressuscitar os dragões do passado e, com eles, recuperar o trono, custe o que custar.


Opinião: Recuei à Idade Média e aí entrei num universo paralelo onde os dragões existem e a morte caminha entre os vivos.
Em apenas uma palavra: Fantástico!
George R.R. Martin construiu um mundo sólido com personagens complexas e de tal modo únicas que um simples diálogo denuncia o interlocutor.
É impossível ficar indiferente a esta leitura que tanto é bela nas descrições da natureza, do meio envolvente como é rude e cruel.
A escrita de Martin é obra de mestria no sentido que consegue transportar os leitores para momentos de piedade como consegue ser mórbida e psicologicamente perturbadora nas cenas de acção.
Um ponto bastante peculiar nesta obra é o seu carácter fílmico, isto é, sempre se realizou adaptações cinematográficas de obras literárias mas nunca tinha lido um livro que já de si se assemelha tanto à sétima arte. Martin proporciona uma separação de capítulos que muito se assemelham a cortes de cenas. É surpreendente o efeito que tal método tem, conseguindo prender o leitor à narrativa página após página assim como um bom filme nos prende até ao final.
Denunciando um pouco a história, adianto que se trata do que o nome diz, uma guerra pelo trono. As personagens mais negras têm uma sede de poder que os direcciona a elaborarem planos calculistas e sobretudo completamente imprevisíveis. Temos variadas famílias, entre elas, destaco a família Stark, a que tem melhores valores e a família Lannister que tem os piores.
Dizer mais seria estragar o enredo a quem tiver curiosidade em ler, o que aconselho mais que vivamente.
Advertisements

7 thoughts on “A Guerra dos Tronos – George R.R. Martin

  1. I blog quite often and I genuinely thank you
    for your content. The article has truly peaked my interest.
    I will take a note of your website and keep checking for new details about once a week.
    I subscribed to your RSS feed too.

    Feel free to surf to my web blog – filmes download

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s